Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Ávores de Inverno (1)

 


Edith Dora Rey: Winter Trees

 

Ontem viu-o trazer a pistola do pai. Não lhe disse nem lha mostrou. Percebeu pelo silêncio com que a tirou do bolso do casaco, um peso maior que o mundo todo, e a colocou no cimo do roupeiro, bem longe de outros olhos.

 

A completa noção da irremediável finitude, da compreensão da decadência e da dependência, da terrível solidão e tristeza, da casa fria, enorme, túmulo do resto de uma vida decepada pela dor da ausência, fê-lo evitar um previsível gesto de rebeldia e afronta ao destino.

 

Sentou-se ao computador e abriu o martelar das teclas, olhos parados perante o jogo repetitivo e hipnótico.