Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Margens

 

 

Tenho uma janela aberta para o Tejo

uma ponte entre margens desunidas

como amantes eternamente separados

que vivem de memórias

de longínquos olhares

de palavras partilhadas

num qualqer tempo suspenso.

 

Tenho o Tejo numa janela debruçada sobre a ponte

em desequilíbrio de amor permanente

de um doce amargo gosto dependente

como as margens que atravesso

na memória quotidiana dos teus olhos.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.