Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Margens

por Sofia Loureiro dos Santos, em 16.07.14

 

 

Tenho uma janela aberta para o Tejo

uma ponte entre margens desunidas

como amantes eternamente separados

que vivem de memórias

de longínquos olhares

de palavras partilhadas

num qualqer tempo suspenso.

 

Tenho o Tejo numa janela debruçada sobre a ponte

em desequilíbrio de amor permanente

de um doce amargo gosto dependente

como as margens que atravesso

na memória quotidiana dos teus olhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.07.2014 às 18:20

Que poema lindo! Lindo.
Os meus mais humildes parabéns!


Vasconcelos
Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 16.07.2014 às 18:40

Porquê humildes? Muito obrigada pela sua simpatia.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.07.2014 às 17:15

Porque apenas gosto muito de ler poesia e leio muito. Ao contrário, de forma reconhecida, a Senhora escreve e publica a "Poesia" que tanto me encanta. Eu sou um anónimo leitor que nem blog" tem, enquanto a Senhora é uma grande artista, daí achar quase uma ousadia poder dar-lhe ou não os parabéns sobre as suas obras. Gosto muito de ler o que escreve. É fantástica. Renovo então os meus "não humildes" parabéns. Obrigado.
Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 18.07.2014 às 21:15

Renovo os meus agradecimentos, também. Ainda bem que gosta do que escrevo. Mas não me sinto uma grande artista, apenas preciso de escrever. Vá aparecendo!
Obrigada.
Sem imagem de perfil

De Cristina Loureiro dos Santos a 19.07.2014 às 18:24

Muito bonito.
Beijinhos,

<3

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D

Maria Sofia Magalhães

prosas biblicas 1.jpg

À venda na livraria Ler Devagar



caminho dos ossos.jpg

 

ciclo da pedra.jpg

 À venda na Edita-me e na Wook

 

da sombra que somos.jpg

À venda na Derva Editores e na Wook

 

a luz que se esconde.jpg