Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Dos bolos saudáveis e nutritivos

bolo laranja.png

 

Outro dia deram-me várias laranjas, tangerinas e abacates, com os seguintes avisos: tudo biológico, natural e sem químicos; as tangerinas muito boas, as laranjas um pouco ácidas e os abacates à espera de amadurecerem.

 

Depois de ter provado as tangerinas, de facto deliciosas, olhei para as laranjas e decidi fazer um bolo, iguaria apreciada cá por casa. Procurei receitas na internet e aí vou eu, de mangas arregaçadas e espírito de exímia pasteleira, acompanhada do ralador e do espremedor de citrinos, confeccionar a iguaria. No entanto, depois de aturadas e apuradas buscas na dispensa, concluí que faltavam alguns ingredientes essenciais: farinha, fermento e açúcar branco.

 

Mas os 5 ovos já estavam numa taça com a raspa e o sumo de 2 laranjas, para além de 1 chávena de chá de óleo. Nada de pânico, disse o grilinho da minha cabeça. Reuni tudo o que podia substituir a farinha, no caso farinha de linhaça dourada, farelo de centeio e coco ralado, os ingredientes que a minha PT acha adequados à minha parca alimentação, e consegui encher as 2 chávenas de chá que se impunham; o açúcar amarelo fez as vezes do branco (também 2 chávenas de chá) e o bicarbonato de sódio (1 colher de café) tomou o lugar do fermento.

 

Podem crer que está muito bom, húmido e peganhento, um monumento à gula, totalmente biológico, nutritivo e saudável!

 

Nota: a azul estão os ingredientes da receita original.