Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Do incomensurável ridículo

por Sofia Loureiro dos Santos, em 09.09.17

Quem só lesse os títulos dos jornais, ficaria a pensar que a Geringonça estava por um fio, que o governo estava prestes a cair, tal o afundanço nas sondagens. 

eurosondagem 08092017_3.jpg.png

Afinal, o líder partidário que mais caiu, em relação às sondagens anteriores, foi mesmo Passos Coelho. Houve uma redução de intenção de votos no PS - de 0,5%. E um aumento no PSD - de 0,6%. A diferença entre a Geringonça (57,5%) e o PAF (35,5%), neste momento, e após todas as desgraças do Verão, que a direita explorou miseravelmente, é de 22%.

 

eurosondagem 08092017_2.jpg

De facto o governo desceu a sua popularidade, mas a oposição não lucra com isso. A tentativa que os jornais fazem para transformar uma situação estável em derrocada da Geringonça é patética e bem indicativa do desespero de quem agora defende a contratação de Assistentes Operacionais nas Escolas, e considera o crescimento fraco, após a legislatura de que ainda ninguém se esqueceu.

 

eurosondagem 08092017.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:18


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Francisco Clamote a 09.09.2017 às 21:49

É isso mesmo: ridículo. Mas não inocente.
Sem imagem de perfil

De MRocha a 10.09.2017 às 09:08

«De facto o governo desceu a sua popularidade, ...»

Mas "desceu" pq diminuíram as opiniões positivas, pq aumentaram as negativas, ou por ambas as razões? Repare que isto faz toda a diferença. Medir "popularidades" pela variação de um saldo não tem nenhum significado sociológico imediato se não for acompanhada do detalhe que explique essa variação. Além disso trata-se de um critério cheio de "ratoeiras". Imagine que num período dado as opiniões positivas subiam vinte pontos e as negativas tb. O"saldo" não se alterava, mas não seria essa dinâmica mais significativa do que qq pequena variação do dito ?
Voltando ao caso concreto, seria mais pertinente tentar perceber pq é que cerca de 40% dos inquiridos não manifesta opinião sobre a acção governativa. Isso sim, devia preocupar a democracia.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.09.2017 às 10:32

Comentário apagado.
Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 10.09.2017 às 17:39

Respondendo diretamente à sua pergunta, aumentou ligeiramente a apreciação negativa e reduziu ainda mais ligeiramente a apreciação positiva: https://www.eurosondagem.pt/inform/barometro%20orgaos%20poder.htm#Governo.
A popularidade avaliada pelas sondagens tem o valor que tem. Mas parece-me significativo comparar sondagens do mesmo tipo. E aos jornais também, de outra forma não tentariam manipular as interpretações.
Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 10.09.2017 às 17:40

Respondendo diretamente à sua pergunta, aumentou ligeiramente a apreciação negativa e reduziu ainda mais ligeiramente a apreciação positiva: https://www.eurosondagem.pt/inform/barometro%20orgaos%20poder.htm#Governo.
A popularidade avaliada pelas sondagens tem o valor que tem. Mas parece-me significativo comparar sondagens do mesmo tipo. E aos jornais também, de outra forma não tentariam manipular as interpretações.
Sem imagem de perfil

De MRocha a 11.09.2017 às 09:00

Concordo que seja significativo comparar sondagens do mesmo tipo.Mas já agora convinha que aquilo que é sondado tivesse valor estatistico, e é esse o meu ponto, pois no caso concreto a leitura dos "saldos" não remete directamente para "popularidades". Certamente que se a "queda" noticiada tivesse acontecido com a "popularidade" do PR, ninguém iria dizer que ela estava afectada por uma queda de 5 pts de saldo.
Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 10.09.2017 às 17:43

Peço desculpa ao comentador Rodrigues, pois apaguei-lhe o comentário sem querer.
Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 10.09.2017 às 17:57

Recuperando o comentário do Rodrigues:
"Mas a publicação destes rankings reflecte a acção dos personagens e das instituições visadas ou reflecte antes a eficácia dos média na respectiva promoção/despromoção ?"
... e respondendo, penso que a segunda hipótese é a melhor...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D

Maria Sofia Magalhães

prosas biblicas 1.jpg

À venda na livraria Ler Devagar



caminho dos ossos.jpg

 

ciclo da pedra.jpg

 À venda na Edita-me e na Wook

 

da sombra que somos.jpg

À venda na Derva Editores e na Wook

 

a luz que se esconde.jpg