Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Das presunções

por Sofia Loureiro dos Santos, em 26.11.14

A forma como, nos últimos tempos, a nossa justiça tem funcionado, é exactamente ao contrário do que se apregoa: é-se inocente até se provar a culpa. O que se tem passado, com as fugas de informação cirurgicamente escolhidas, com os procedimentos que se não cumprem, com o desprezo pelo direito das pessoas à dignidade e ao bom nome, é o oposto - são os cidadãos que têm que provar a sua inocência.

 

Em relação aos poderosos e, mais especificamente, aos políticos, ninguém se consegue inocentar completamente aos olhos da opinião pública. No caso de José Sócrates a presunção de inocência é mesmo só retórica - a condenação é já uma certeza. E se, ao fim dos anos que durará todo este caso se não conseguir provar nada, a conclusão será que, mais uma vez, os poderosos, ou mais precisamente os políticos, estão sempre acima da lei.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:53


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Celia a 27.11.2014 às 00:42

Primeiro prende-se, depois investiga-se.
Imagem de perfil

De sivispacem a 28.11.2014 às 17:01

CW ("common wisdom") É um aforismo (respeitando a semântica popular...)que "Quem lhe dói os dentes é que vai ao dentista"(suportando os custos,acrescento eu...)Se o Estado lança um concurso,e se um ou vários dos concorrentes acha que "houve marosca",pura e simplesmente contesta(no local próprio,que é o Tribunal,e para isso servem os advogados próprios...)Mas neste manicómio não é assim:MONTA-SE um gigantesco aparelho OFICIAL de acusação,ao qual se adapta,qual POSTIGO dos Irmãos do santo ofício,UM "POSTIGO"ELECTRÓNICO para DENÚNCIAS ANÓNIMAS!...Com o País de "dedos duros"frustrados que somos,não há meios de Pessoal,Material "et al"para responder ao "poço sem fundo" assim aberto...Potencialmente,e se deixar de acusar apenas os "beautiful people" dos "sound bytes"e passar a ocupar-se também ("igualdade perante a Lei"...) dos manhosos labregos de "burra recheada"QUE SÃO A MAIORIA dos "pescadores de águas turvas...imobiliárias"passaremos a ter MEIO PAÍS a DENUNCIAR o outro meio!...
Cumprimentos,"kyaskyas"
Sem imagem de perfil

De Kruzes a 30.11.2014 às 15:26

De Oliveira e Costa ou Duarte Lima pode dizer-se exactamente a mesma coisa. Mas não diz? Porque será?!
Imagem de perfil

De sivispacem a 02.12.2014 às 21:04

A lógica deste comentário escapa-me!...Certamente problema meu...Embora sem juntar os 3 "beautiful people"no mesmo saco,ainda que APARTIDÁRIO (porque o é...) a alternativa que eu coloco,neste arremedo de "república de juízes",+e ENTRE "beautiful people",que dá SOUND BYTES,e a legião de "grunhos",de carteira recheada("burra",chamei-lhe eu...) que fazem as NEGOCIATAS fundiárias A PRONTO PAGAMENTO,sem atrairem a atenção dos tablóides...Os mesmos grunhos que,pagando as uvas a pronyo aos lavradores/vinhateiros,deram cabo das COOPERATIVAS VINÍCOLAS...Que tem isto a ver com Partidos?...Estamos no campo dos "malhadinhas" manhosos e sebentos como as suas "burras"...CARPE DIEM!...
Sem imagem de perfil

De pink a 12.12.2014 às 09:51

Ambos estão cá fora, caso não saiba... , um acusado e outro julgado com condenação.! Para não falar dos outros que se passeiam com garbo e sobranceria por...por sítios onde muita gente não mete o pé!!!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D

Maria Sofia Magalhães

prosas biblicas 1.jpg

À venda na livraria Ler Devagar



caminho dos ossos.jpg

 

ciclo da pedra.jpg

 À venda na Edita-me e na Wook

 

da sombra que somos.jpg

À venda na Derva Editores e na Wook

 

a luz que se esconde.jpg