Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Da nobreza da política

 

 

Foram anos intensos, perigosos e determinantes na História da democracia espanhola e, por extensão, da democracia como conceito e como regime. Neles houve alguns protagonistas que não evitaram o risco, a defesa dos seus ideais.

 

Estes são tristes tempos em que esperamos que outros, como eles, assumam a política como uma causa nobre e não se escudem nas interpretações ínvias e subliminares, populistas e autoritárias, para denegrir o que de melhor temos para dar - o contributo para a sociedade.

 

Tristes tempos estes em que olhamos para outros protagonistas que apoucam o serviço público e não estão à altura das suas responsabilidades.

 

Ao contrário do que Marcelo Rebelo de Sousa acabou de dizer, no golpe de Tejero Molina não foram apenas duas pessoas que permaneceram sentadas ou de pé. Foram três - Adolfo Suaréz, Gutiérrez Mellado e Santiago Carrillo.

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.