Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Corridinho de Belém

 

 

 

E vai de roda o meu país

corridinho já lá vem

ora ouçam o que ele diz

microfone de Belém.

 

Vai um passo mais à frente

e três passos mais atrás

um coelho de repente

dá um pulo para trás.

Abre portas sem receio

nesta dança de pigmeus

fecha as portas do recreio

ai Jesus valha-me Deus.

 

E vai de roda a contradança

neste vira de espantar

sai da roda a esperança

sem vislumbre de voltar.

 

Soa agora o cavaquinho

vai de roda até fartar

parte a asa pucarinho

que a ordem é casar.

Se é feio e desdentado

tu és coxo lá do siso

vade retro ó danado

que de ti já não preciso.

 

E vai de roda o meu país

corridinho do desdém

ninguém liga ao que ele diz

microfone de Belém.