Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Um dia como os outros (132)


(...) É óbvio que pode haver compromissos e cedências entre diferentes partidos e na realidade isso acontece muito mais vezes do que parece ser a percepção pública. O PS faz bem em dialogar com os outros partidos. É, pelo menos, mais uma oportunidade para fazermos ver à maioria PSD-CDS que o caminho que escolheram para o país não está a funcionar e que é preciso alterá-lo. No entanto, ninguém poderá estranhar que o acordo não se faça. A direita não revelou até agora qualquer intenção de abandonar a sua estratégia austeritária e empobrecedora e o PS não pode abandonar o seu combate por uma mudança de política em Portugal só para que haja um acordo. Isso sim, é que seria péssimo para o interesse nacional.



Pedro Nuno Santos (via Aspirina B)