Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Mofo

 

 

Há uma miríade de políticos, politólogos, sociólogos, psicólogos, comentadores e jornalistas a diagnosticarem o esgotamento destes modelos partidários, a constatarem o divórcio entre eleitores e eleitos e a clamarem por novas modalidades.

 

Mas nem na propaganda e na organização dos congressos partidários há uma réstia de imaginação, um lampejo de novidade. As bandeiras, as palmas, os abraços, a retórica inflamada e dramática, a oratória vazia e a música que acompanha a entrada do líder, os fatinhos e as gravatas, tudo igual a sempre, tudo a cheirar a mofo, tudo sabe a ranço. Falta espontaneidade, arte, descontracção, falta a genuína discussão de ideias, falta tudo o que pode mobilizar as pessoas.

 

Acreditar em quê?

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.