Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Prevenções

 

Aguardo o dia em que cada bolo que se ingerir tenha um imposto adicionado, ou a inscrição num qualquer cadastro sanitário, para retirar possibilidades de atendimento ou tratamento no serviço de saúde, cada vez menos nacional. Este tipo de moralismo, assacando a culpa das doenças aos cidadãos, criminalizando costumes e hábitos é assustador e autoritário.

 

Quanto à prevenção, que tal o Ministério da Saúde apostar a sério nos rastreios contra o cancro do colo do útero, só para dar um exemplo? Essa estratégia de prevenção da mortalidade e morbilidade por cancro tem provas mais do que dadas em vários países europeus e, para além da melhoria da qualidade de vida das mulheres, é muitíssimo poupadora de recursos financeiros. Dito de outra forma, talvez fosse mais importante investir em educação populacional, com informação abundante e actualizada, em rastreios de base populacional, em infra-estruturas e curricula que incentivem à prática de desporto e a escolhas de vida mais saudáveis, em vez de ameaças veladas e decretos de autoridade e eficácia bastante duvidosas, para garantir a sustentabilidade do SNS.

 

1 comentário

Comentar artigo