Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O crescimento larvar da violência

por Sofia Loureiro dos Santos, em 14.11.12

 

 

Estive muito indecisa quanto a fazer ou não greve. Há inúmeros e grandes motivos para aderir à greve, talvez, que me lembre, nunca tenha havido mais nem tão bons como agora. Nem que seja para se afirmar um protesto.

 

Mas a apropriação deste tipo de manifestações pelos costumeiros profissionais das greves, a banalização do fenómeno, que deveria ser excepcional, e a sensação de dar motivos para que os extremistas e a violência façam caminho e escalem, refreou-me o ímpeto. Não aderi à greve, portanto.

 

Em frente à televisão - na SIC-N - observo alguns manifestantes em frente ao Parlamento, a casa da Democracia, de cara tapada e máscaras, atirarem pedras e petardos aos Polícias.

 

Não tenho palavras para exprimir o quanto repudio este tipo de comportamentos. Não vejo os outros manifestantes fazerem qualquer gesto para impedirem ou se demarcarem dos arruaceiros. Parece que acham que estes ataques são compreensíveis, pelo muito que o povo sofre.

 

Há alguns representantes políticos, particularmente dos partidos a que se convencionou chamar de protesto, que quase têm pena que ainda não tenhamos chegado à beira da paralisação social em que a Grécia se encontra. Ouço muitas vezes lamentos por não sermos tão aguerridos (eufemismo de violentos) como os nossos vizinhos de Espanha. Pois eu não tenho qualquer desejo de semelhanças desse tipo e espero bem que as manifestações e as greves possam decorrer com civismo, porque a liberdade tem que ser de todos e a democracia implica regras de convivência em que nada disto é admissível.

 

Nota: Convém esclarecer que não confundo a maioria dos pacíficos grevistas e manifestantes com os arruaceiros criminosos que a única coisa que pretendem é provocar o caos. Mas gostaria de ver quem exerce o seu direito demarcar-se, nem que fosse pelo facto de desmobilizar de imediato ajudando os Polícias, deixando os criminosos sozinhos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:20


8 comentários

Sem imagem de perfil

De ACÁCIO LIMA a 14.11.2012 às 19:17

Crescimento larvar de violência ou crescimento franco da violência?

Ver link http://www.cmjornal.xl.pt/noticia.aspx?contentID=F2D45FD5-42A1-498E-A34E-6353C3F6546D&channelID=00000021-0000-0000-0000-000000000021

Boa Noite
Bom Serão.

Cordiais e Amistosas Saudações

ACÁCIO LIMA
Sem imagem de perfil

De pink a 15.11.2012 às 09:18

Discordo completamente das justificações dadas para não fazer greve.E mais, considero-as um insulto à inteligência dos leitores.

Há um acordo recente que não deve ter sido alheio à fraca adesão de alguns trabalhadores...
Nada contra nem a favor.

Misturar greve com atitudes levianas é elucidativo da necessidade que tem de atingir os seus inimigos principais.

Sem imagem de perfil

De A.Teixeira a 16.11.2012 às 09:33

Depois de gozada por alguns comentadores, advertida e admoestada pela autora do blogue, a senhora passou à fase em que a senhora que se assina "pink" só pode ser destratada.

Porque há que a esclarecer, com a mesma frontalidade grosseira de que tem vindo a dar mostras, que não está habilitada a empregar com conhecimento a expressão "insulto à inteligência dos leitores".

Primeiro porque nada a qualifica a saber quem são e o que pensam os leitores deste blogue. Segundo porque este leitor assegura-lhe que a própria não pode ser insultada a algo que a senhora não tem: inteligência.

Escrito de uma maneira que a senhora perceba: a senhora é estúpida! Mais: é muito estúpida: consegue-o demonstrar nos poucos parágrafos dos seus comentários. Mais: é mesquinha e a prová-lo estão os conflitos que tem desencadeado com outros comentadores.

E antes que se lembre da vitimização que as pessoas da sua laia costumam usar, invocando despropositadamente a liberdade de emitir as suas opiniões, esforce-se, concentre-se, e perceba que antes disso tem a liberdade as emitir num espaço seu a que "os leitores" deste blogue tenham a liberdade de não ir.

Este espaço tem uma anfitriã que já a advertiu e admoestou por várias vezes, como se a "pink" não passasse de uma convidada javarda que não se sabe comportar. Será que consegue alcançar ao menos isso?
Sem imagem de perfil

De pink a 16.11.2012 às 10:08

inteligente é pegar nas dores alheias e vomitar o que a sua capacida permite... contra alguém que nunca se lhe dirigiu!

é o advogado de todas as causas e ocasiões...talvez por falta de clientes... que não põem as suas dores em mãos tão inábeis e estranhas à ética geral de não misturar interesses...

o argumentário é tão inadequado e esquisito, que me fico por aqui.
desejo que a sua descendência não tenha o azar de herdar as suas especificidades , a bem da nação!





Sem imagem de perfil

De pink a 16.11.2012 às 10:19

INDEPENDENTEMENTE DOS CONVITES PARA SAIR DO SEU BLOGUE, EU F´-LO-EI QUANDO ENTENDER E N-AO QUANDO OS SEUS AMIGOS DE SERVIÇO O SUGEREM...SE NÃO SE IMPORTA!

não escolho blogues para malhar,como é óbvio!

Boa sorte para os seus posts,sempre que tenham a qualidade e a independência de muitos que li.



Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 17.11.2012 às 18:11

Pink , não consigo perceber a razão de ser sistematicamente desagradável e mal-educada nos seus comentários. Não é preciso que concorde com o que digo nem que goste do que escrevo. A troca de opiniões é sempre bem vinda mas a Pink não dá a sua opinião - dá sentenças e avalia como estúpidas e/ou com falta de carácter todos quantos dizem algo que não perceba. Agradeço, portanto, que refreie os seus ímpetos de juíza das "opiniões apropriadas". É cansativo.
Sem imagem de perfil

De ACÁCIO LIMA a 16.11.2012 às 11:24

NOTAS SOBRE OS COMENTÁRIOS DA SENHORA "PINK", NESTE POST E NO POST "O PS ISOLADO"

Cada Partido tem o direito de defender a sua Estratégia Política.

E todos os Cidadãos têm o direito de criticar essas Estratégias.

É claro que, se as minhas "dificuldades" fossem as de Irene Pimentel, eu, de satisfação e contentamento, dava um doce à Senhora "Pink", para ela "embrulhar" a sua "claustrofobia", e não vir aqui deixar a sua "bílis" e a total destemperança, que me fazem lembrar a destemperança da Senhora Jonet.

Resta-me subscrever o post " O crescimento larvar da violência", esperando que a Senhora "Pink" arranje alguma lucidez para o entender.

Bom Dia.
Bom Fim de Semana.
Reitero as Minhas Cordiais e Amistosas Saudações de Apreço pelos post da Autora.

ACÁCIO LIMA
Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 17.11.2012 às 18:03

Agradeço aos comentadores deste blogue que não se insultem reciprocamente. A Pink já deu mostras de não ter qualquer contemplação em ultrapassar todos os níveis de disparate, dando mostras de uma férrea incapacidade de se aperceber de como os seus comentários chegam a ser inconvenientes e mal-educados. Mas, por muito que entenda a enervação causada, prefiro que se abstenham de responder às provocações e aos desacatos que a Pink faz.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2005
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D

Maria Sofia Magalhães

prosas biblicas 1.jpg

À venda na livraria Ler Devagar



caminho dos ossos.jpg

 

ciclo da pedra.jpg

 À venda na Edita-me e na Wook

 

da sombra que somos.jpg

À venda na Derva Editores e na Wook

 

a luz que se esconde.jpg