Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Sapo sapinho sapão

 

 

Sapo sapinho sapão

cinco dedos numa mão

cinco cordas de guitarra

sofrimento dedilhado

alegria de cigarra

treme voz de luso fado.

 

Sapo sapinho sapão

corre povo que te faltam

certos genes de formiga

foge povo que te assaltam

com faca solta na liga

já te medem o caixão.

 

Sapo sapinho sapão

para o ano torce mais

a cintura da pobreza

pendurada a certeza

dos açoites e dos ais

do inútil alçapão.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.