Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

A Madeira não pode continuar a ser Jardim

 

O total desgoverno na Região Autónoma da Madeira, com o desvario de Alberto João Jardim, é fruto da irresponsabilidade dos anteriores governos, de direita, de centro e de esquerda, dos anteriores Presidentes da República e também do actual.

 

Finalmente, a estrela de Alberto João Jardim está a empalidecer, infelizmente à custa de todos nós. Restam-me poucas dúvidas que a descoberta, ou mais especificamente, a divulgação da descoberta das dívidas da Madeira, se devem à Troika. Além do descrédito internacional, aguardemos as consequências que as décadas da insanidade e populismo de Alberto João Jardim terão.

 

Também penso que a confiança política deverá ser o povo madeirense a dar ou retirar. Mas qual é a informação que o povo madeirense tem desta situação? Que conhecimento tem tido o povo madeirense do que se passa na sua terra? Que fiscalização democrática tem sido exercida pelo povo madeirense, em relação ao seu governo regional? Que garantia do funcionamento das instituições há no território madeirense?

 

Seria muito interessante que a magistratura de influência de Cavaco Silva resultasse no afastamento imediato e definitivo do actual Presidente do Governo Regional. Mas não é espectável. Não com este Presidente da República, que nem sequer teve a ousadia de recusar o desrespeito institucional a que foi sujeito quando não foi recebido condignamente no Parlamento da região.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.