Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Maria Lúcia Lepecki

 

 

Maria Lúcia Lepecki foi uma das professoras que gravavam as aulas do Ano Propedêutico transmitidas pela RTP1, nos idos de 1978/1979, para a disciplina de Português. Não me recordo de mais nada do programa ou das aulas, nem de mais nenhum professor ou convidado. Apenas me lembro dela, da sua voz, do seu sotaque, do seu entusiasmo e do seu saber. Era uma aula sobre O Delfim, de José Cardoso Pires. Nunca até aquele momento tinha assistido ao estudo de uma obra literária, com aquele enquadramento histórico, cultural, social e literário, tudo dito num tom encantatório e melodioso, como era a sua forma de falar.

 

Ouvi-a ao longo dos anos nalguns programas de televisão e, pela última vez, na apresentação do 3º volume da biografia de Álvaro Cunhal, escrita por Pacheco Pereira, em que nos aguçou a curiosidade e o interesse pelo livro. Com a sua morte perdeu-se uma verdadeira especialista e apreciadora em literatura portuguesa, que era capaz de marcar profundamente quem a ouvia.


Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.