Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Primeira semana

por Sofia Loureiro dos Santos, em 26.06.11

 

Os detractores de Sócrates e do governo anterior, a totalidade dos partidos que não o PS, e mesmo dentro deste, não comentam agora a necessidade de mais PECs, conforme Passos Coelho anunciou, secundado por Miguel Relvas, após o Conselho Europeu. Afinal estes anúncios e estas medidas são mais ditadas pela vontade da União Europeia do que pela dos chefes do governo, como sempre o souberam os partidos políticos, à esquerda e à direita do PS.

 

No PS a luta pela liderança parece estar já decidida. Infelizmente mal decidida, pois António José Seguro vai dando sinais de que não aprendeu nada com os erros da anterior oposição ao seu partido. Pelos vistos para ele fazer oposição é dizer que não, seja lá ao que for: não aceita fazer uma revisão constitucional? Porquê? Não é precisa? Critica os planos de austeridade do governo? E então? Quais são as suas alternativas?

 

Valha-nos (São) Francisco (de) Assis.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:57


1 comentário

Sem imagem de perfil

De ACÁCIO LIMA a 26.06.2011 às 14:21

COMENTÁRIO AO POST DE SOFIA LOUREIRO DOS SANTOS- “PRIMEIRA SEMANA”

01- Novamente uma boa resenha da "PRIMEIRA SEMANA".

02- Mas também uma boa associação de factos, ambos com traços comuns de fragilidade ideológica e de muito populismo.

03- Relembro ainda, que esta “Primeira Semana” foi ainda marcada por:

- o “atalho” escolhido por Passos Coelho, ao tornear a Lei Democrática, recusando nomear Governadores Civis, sem esperar pela eventual alteração da Lei Democrática, nas instâncias próprias, consignadas num Estado de Direito.
Apressado, no menosprezo pelas regras democráticas;

- o anúncio de pretender desviar fundos da União Europeia, destinados a transformar o Aparelhoi Produtivo e de Distribuição e a Formação Profisional, de Qualificação, tudo para pagar dividas.

Isto é, Passos Coelho, pouco interessado numa mudança Estrutural, essencial para as gerações futuras, e também na interpretação deficiente da natureza e propósitos da União Europeia;

- a demagogia populista das “Viagens Aéreas em Classe Turistica”, mas na fraude, pois é a TAP que toma a seu cargo as deslocações, em serviço, dos Governantes.
Mas, não contente com o populismo demagógico, servido na manipulação, com a sua decisão, criou à TAP, um grave problema na logística dos voos, com pesados custos.
A Leviandade, de “Aprendiz de Feiticeiro”,

Mas destaco, as más leituras, de Passos Coelho, dos Princípios do Estado de Direito e dos Princípios que suportam a União Europeia.

O “Aprendiz de Feiticeiro”, no seu populismo demagógico e manipulador, tirou “lições” com o trauliteiro Professor Louçã, o “defunto” Francisco Anacleto Louçã.

Boa Tarde.
Bom Domingo.
Boa Semana.

Coriais e Afáveis Saudações

ACÁCIO LIMA

ACÁCIO LIMA
ENGENHEIRO MECÂNICO E CONSULTOR TÉCNICO-ECONÓMICO

R. Brito Capelo, 60-r/c-dir
4050-128 Porto
968957783
acaciobaratalima@tvtel.pt
B.I. NR. 1468705.4
NIF NR. 149880618

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D

Maria Sofia Magalhães

prosas biblicas 1.jpg

À venda na livraria Ler Devagar



caminho dos ossos.jpg

 

ciclo da pedra.jpg

 À venda na Edita-me e na Wook

 

da sombra que somos.jpg

À venda na Derva Editores e na Wook

 

a luz que se esconde.jpg