Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Um dia como os outros (72)

por Sofia Loureiro dos Santos, em 24.11.10

 

O 29 de Setembro era para todos? Era. Pretérito imperfeito. Ontem, na discussão da especialidade do OE 2011, PS e PSD (o partido de Passos com o rabo entre as pernas) aprovaram uma norma de excepção: «Os trabalhadores das empresas públicas de capital exclusiva ou maioritariamente público, das entidades públicas empresariais e das entidades que integram o sector empresarial regional ou municipal...», vão ter os cortes salariais adaptados à sua natureza empresarial. O beneplácito de Passos Coelho é claro: Todas as empresas que estão numa área de competição, de concorrência, que vivem no mercado com outras empresas, têm de obedecer, não às mesmas regras dos institutos públicos ou da Administração Central, mas às regras do mercado. Confirma-se: a Caixa é um Estado dentro do Estado.

 

Também ontem, o ministro da Justiça deu a conhecer as alterações ao Estatuto dos Magistrados Judiciais e do Ministério Público. De acordo com as novas normas, «os magistrados com 60 anos e uma carreira contributiva de 36 podem jubilar-se sem penalização salarial.» Andam a brincar connosco?

 

Mas que quadros são esses que a Caixa Geral de Depósitos tanto teme perder? E qual é o problema de haver dezenas de conselheiros do Supremo Tribunal de Justiça a pedir jubilação antecipada? O país não tem 600 mil desempregados? Comentadores iluminados não dizem todos os dias que um em cada dez licenciados emigra? Está na altura de dar emprego a essa gente.

 

Eduardo Pitta

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:50


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Manuel a 24.11.2010 às 21:44

Acabei de ouvir Medina Carreira na SIC e vi alguns dos Blogues que citou, o meu pessimismo agrava-se não me apetece mais alimentar irracionalidades e Sócrates neste momento é irreal e não faz sentido. Já tudo é claro o grande trapaceiro que é e a revolta por ver que País vai ser este? O que vai acontecer aos mais novos? Meu Deus ao ponto a que chegaram os portugueses mais esta falta de bom senso de ver pelos olhos dos partidos e não pelos seus.
Tantos ismos, Sebastianismo, Salazarismo, Eanismo o português acredita que um grupo de gente bem instalada no poder está preocupada como o povo não está.
O PS, socialismo.... meu Deus estive na Alameda não reconheco um PS que deitou para o lixo o socialismo. Escolhem um aldrabão e repito aldrabão que lidera o País que atira com telemóveis ao chão quando se chateia com os seus acessores, que ofenda, que brinque com a justiça, que se vá vestir à loja mais cara de New York.

Ainda não perceberam que estamos à beira do caos

Cara Srª Sofia desculpe o desabafo mas cansei e se a revolta tivesse expressão seria o
http://www.students.sbc.edu/kitchin04/artandexpression/edvard_munch_the_scream590%5B1%5D.jpg

Passem todos bem que nem Blogues já tenho vontade de ler
Sem imagem de perfil

De pink a 25.11.2010 às 09:39


Muitos portuguese é que são muito ordinários e antipatrióticos.

Quando lhes toca contribuir,acenam com ameaças de abandono do país...
Pois que vão, está na hora de lhes conhecermos a cara.

Deviam ser demitidos sem indminizações,e já!


Acusar Sócrates por tudo, é fácil . Mas o problema maior
está nas corporações, que só pensam nelas e estaõ-se nas tintas para o país.E NÃO TÊM QUALQUER TIPO DE PUDOR!

E isto existe,é triste e não é fado. É a natureza dos malfeitores.
Sem imagem de perfil

De Joaquim a 25.11.2010 às 09:56

Concordo em absoluto com o Pedro e se a senhora Pink acha que muitos portugueses é que são muito ordinários e anti-patrióticos, tem razão pois é o caso do governo e que se alguém é malfeitor essa pessoa tem um nome Sócrates e o grupo Armando Vara e Rui Pedro Soares isto já para não falar em falsas licenciaturas, projectos em Câmara da Guarda , freeport. Mas quando se tem a justiça manipulada é o que dá. Tem razão Deviam ser demitidos sem indemnizações.
Sem imagem de perfil

De pink a 25.11.2010 às 10:10

Não tenho nada contra os vesgos, mas fazem-me muita impressão...

Não me alinho por motivos pessoais ou profissionais e procuro ser muito honesta.Se estou enganada,não me pesa a consciência de más razões.

Quem é que se esquece do BPN E PP?

Quando refiro criminosos,não faço distinções...
Sem imagem de perfil

De Joaquim a 25.11.2010 às 10:02

Crónica lúcida de Pedro Tadeu

http://dn.sapo.pt/inicio/opiniao/cronistas.aspx?seccao=Pedro%20Tadeu
Sem imagem de perfil

De Português Deslumbrado a 25.11.2010 às 13:22

A desculpa esfarrapada para essa excepção é: Têm medo que os "quadros" da CGD fujam e levem os clientes atrás. Mas, pergunto eu: fogem para onde?

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D

Maria Sofia Magalhães

prosas biblicas 1.jpg

À venda na livraria Ler Devagar



caminho dos ossos.jpg

 

ciclo da pedra.jpg

 À venda na Edita-me e na Wook

 

da sombra que somos.jpg

À venda na Derva Editores e na Wook

 

a luz que se esconde.jpg