Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Mandriice

 

Em vez de eliminarem feriados nacionais (alguns, claro, entre os quais o 5 de Outubro, mas mantendo o da Padroeira do Reino de Portugal) e de transformarem o 25 de Abril num dia qualquer, tal como o 25 de Dezembro (na verdade o Natal e a liberdade são quando um homem quiser), sugeria às Deputadas Teresa Venda e Maria do Rosário Carneiro que substituíssem o sábado pela sexta-feira. Um dia de descanso semanal chega e sobra. Além disso já imaginaram a melhoria na produtividade? A crise não justificaria acabar de vez com as pausas laborais? Uma hora para almoço também me parece excessivo. Era até uma medida que permitiria reduzir o número de obesos - muito tempo à mesa aumenta a probabilidade de comer de mais.

 

E porque não acabar com tantos dias de férias? Uma semanita chegava e sobrava. Não sei como não se lembraram ainda de sugerir estas medidas a Bruxelas e aqueles notáveis que falam da economia dos países sem saberem nada deles. Realmente, que madraços somos todos em Portugal.

10 comentários

Comentar artigo