Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Operação "A Regra do Jogo"

por Sofia Loureiro dos Santos, em 29.05.10

 

Jack Ruttan: spy couple

 

Última hora:

  

Os agentes infiltrados SLS e PS, respectivamente primeira e segundo agentes infiltrados n'A Regra do Jogo, foram descobertos pelo persistente e diligente caça agentes, nome de código O Réptil. As nossas fontes adiantam que estes agentes se terão infiltrado pelas costuras das bainhas descosidas de O Réptil, ficando conhecedores de todas as redes de emails trocados pelas www do SIMpleX e do Jamais, chegando-se mesmo a aventar a hipótese de haver que costurar até ao mais alto nível.

  

O Réptil tem conseguido passar informação através de um blogue amigo que se dispôs a arriscar a própria vida. Não nos podemos esquecer que foi necessário exterminar totalmente A Regra do Jogo, para conseguir fugir à teia urdida por aqueles dois agentes.

 

Aguardam-se novos desenvolvimentos e a revelação de outras bainhas a descoserem-se. Estejam atentos aos nossos serviços noticiosos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:30


5 comentários

Sem imagem de perfil

De burns a 04.06.2010 às 17:14

diga-nos só que é mentira para ficarmos descansados
a ética devia ser obrigatória para se aceder a cargos publico
Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 04.06.2010 às 21:08

Não sei bem o que devo desmentir. O facto de ser uma agente infiltrada no blogue "A Regra do Jogo"? Agente de quê ou de quem? Infiltrada num blogue para o qual fui convidada pela personagem Carlos Santos?

O que é digno de nota é o facto de me sentir compelida a justificar-me como se tivesse cometido algum crime, eu ou qualquer pessoa que tenha feito campanha pelo PS, militante, simpatizante ou apenas curiosa. Que esteja criado um clima que condena as pessoas com base em suspeições levantadas com base em trocas de emails, escutas telefónicas ou conversas de café.
Sem imagem de perfil

De burns a 04.06.2010 às 21:14

não era bem isso que eu estava a perguntar, eu gostava é que desmentisse o carlos santos , nomeadamente na parte em que fala de assessores a utilizarem meios públicos para propagandearem o governo através de memorandos com a chancela do governo
o resultado da propaganda e da fantasia está a vista e ainda ninguém desmentiu o carlos santos,vejo antes tentativas desnexadas para o ridicularizarem,isso só confirma a versão dele
ps.-obviamente que não tem que se justificar por apoiar a,b ou c
cheers
Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 04.06.2010 às 21:43

Nem tenho que comentar o facto de os assessores do governo entrarem em blogues de apoio a um qualquer partido porque são cidadãos que não têm os direitos cívicos coarctados.
Quanto aos memorandos governamentais de que Carlos Santos fala, eu pertenci ao SIMpleX e nunca tive acesso a tais documentos. Mas o que acho impressionante é isso ser condenável, visto que também ainda não foi demonstrado que tivesse sido usada qualquer informação confidencial ou que prejudicasse fosse quem fosse. Quanto às horas gastas, folhas de papel e computadores também não lhe sei dizer a que horas e que ferramentas informáticas os meus companheiros de blogue usaram. Sei as que eu usei. E também já fui acusada de ser uma "péssima médica" que passava a vida a falar sobre os problemas dos professores, e que "devia" estar a fazê-lo no meu horário de trabalho.
Sem imagem de perfil

De burns a 04.06.2010 às 21:49

o problema se calhar é mesmo esse,não se achar que a utilização de meios que deviam ser públicos e informação que se calhar era classificada para se fazer campanhas está errado
se a coisa é tão transparente porque raio os assessores não o fazer abertamente mas sim sob anonimato?
gostava de perceber isto

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D

Maria Sofia Magalhães

prosas biblicas 1.jpg

À venda na livraria Ler Devagar



caminho dos ossos.jpg

 

ciclo da pedra.jpg

 À venda na Edita-me e na Wook

 

da sombra que somos.jpg

À venda na Derva Editores e na Wook

 

a luz que se esconde.jpg