Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



As várias peles de um réptil

por Sofia Loureiro dos Santos, em 29.05.10

Tenho a absoluta certeza de que este post sevirá, por caminhos ínvios, os objectivos de tão abjecta personagem. Mas, de facto, há limites que não são ultrapassáveis e as insinuações da criatura acabam por me fazer responder.

 

Não me interessam as sms trocadas por Armando Vara e Sócrates, não me interessam os emails nem as conversas telefónicas de ninguém. Quanto a espiões infiltrados, ficamos a saber que o mínimo de dignidade é tratado como delito de opinião.

 

De uma coisa me arrependo – é de não ter saído de A Regra do Jogo ao primeiro cheiro de pestilência e ter acreditado que as pessoas podem fazer mal sem intenção. Haverá algumas que sim, mas outras manifestamente não.

 

Resta-me acrescentar, para que conste, que considero Manuela Moura Guedes o contrário do que deve ser uma jornalista, que sempre considerei o Jornal que apresentava um exemplo de manipulação, populismo e perseguição política desenfreada, que considero Porfírio Silva uma pessoa de bem e que, apesar de gostar imenso de filmes e livros de espionagem, nunca fui a personagem principal de nenhum, com grande pena minha, diga-se em abono da verdade.

 

Mas apesar do apagamento sistemático da sua passagem pela blogosfera (O valor das ideias, SIMpleX e A Regra do Jogo), há muita gente que se lembra e lembrará das várias peles deste réptil.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:49


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Porfírio Silva a 29.05.2010 às 16:21

Sofia, o réptil manifestamente gosta de atenção das pessoas de bem. As pessoas de bem, regendo-se por princípios de convivência social, acham-se por vezes na obrigação de responder às atoardas que ele bloga. Eu próprio também já caí nessa tentação. Mas, afinal, estou convencido de que a doença dele é mais grave do que nós pensamos, a tal ponto que nem vale a pena tentar mostrar-lhe onde estão os "gatos" do "raciocínio" dele. Infelizmente, se em tempos ele se calava com audiências, visitas ao blogue, agora já nem isso o apascenta: só assim se percebe que implique com pessoas como nós, que temos pequenos blogues individuais.
De qualquer modo, vou comprar uma bengala: se encontrar o réptil por aí, vou precisar dela!
Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 29.05.2010 às 18:25

Porfírio, é verdade que estamos a fazer publicidade. Mas há algumas digestões que são impossíveis de fazer. Abraço.
Sem imagem de perfil

De ACÁCIO LIMA a 29.05.2010 às 17:56

Li o post, os links, e também o comentário de Porfírio Silva.

Não costumo altear a voz, para afastar "RÉPTEIS" e a minha bengala serve-me, não para atirar para longe, répteis, mas para aconchegar as costas dos Biltres-Pulhas.

Esses, sim, de "sangue frio" a precisar de varapau aquecedor.

Saudações Cordias e Solidárias

ACÁCIO LIMA

B.I. NR. 1468705.4
ARQ. PORTO
200708132

Sem imagem de perfil

De mdsol a 29.05.2010 às 20:52

Só li este post e comentários, agora, depois de ter comentado o outro post. Percebo a sua indignação e, sobretudo, a sua impotência e o seu desgosto. Ser defraudada completamente não é fácil de aguentar. Ainda para mais se a criatura que defrauda e aleija não se cala e insiste, insiste. Mas, reafirmo o meu atrevimento no post anterior, agora reformulado à maneira popular: o melhor é dá-lo ao desprezo!

:))
Sem imagem de perfil

De Francisco Clamote a 30.05.2010 às 01:16

Aconteceu-me o mesmo que à MDSOL: Só li este "post" depois de ter lido o último.
Que mais posso dizer senão que subcrevo inteiramente os comentários da MDSOL e do Porfírio?
Abraço.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D

Maria Sofia Magalhães

prosas biblicas 1.jpg

À venda na livraria Ler Devagar



caminho dos ossos.jpg

 

ciclo da pedra.jpg

 À venda na Edita-me e na Wook

 

da sombra que somos.jpg

À venda na Derva Editores e na Wook

 

a luz que se esconde.jpg