Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Boa noite, e boa sorte

por Sofia Loureiro dos Santos, em 04.01.09

Só ontem vi este filme, que eu saiba o primeiro realizado por George Clooney, sobre o terror e a caça às bruxas do Macartismo.

 

De uma sobriedade exemplar, num registo a preto e branco que nos remete para os filmes de época e da época, cheio de sombras, com o fumo dos cigarros e a voz negra e doce de uma cantora de blues, um saxofone que se entranha no ambiente, as vozes sussurradas do medo, os olhares de quem tudo sabe e de quem tudo esconde, a perseverança de quem sabe quais são as prioridades e os valores que devem guiar a informação e o jornalismo.

 

Indispensável nestes tempos de espectáculo, superficialidade e falta de rigor informativo. O bom jornalismo faz a diferença. A recusa da demissão de princípios pode mudar alguma coisa.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 12:37


9 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.01.2009 às 17:41

Impossível evitar a comparação entre a coragem dum jornalista de corpo inteiro nos primórdios do jornalismo televisivo e a maioria dos invertebrados que por aí palpitam.
Excelente filme.
Sem imagem de perfil

De jrd a 05.01.2009 às 21:39

Lamentavelmente este meu comentário saiu sof a forma de anónimo. Peço desculpa.
Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 05.01.2009 às 22:50

Obrigada JRD , pelos seus comentários atentos. Bom ano e bons filmes!
Imagem de perfil

De Transdisciplinar a 04.01.2009 às 20:01

Não vi o filme. Pelo que diz tenho pena. Vai para a lista dos filmes a procurar (já agora, Sofia, poderia dar-nos o título ?)
Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 04.01.2009 às 21:17

José Carlos, o filme chama-se Good Night , and Good Luck .", foi realizado pelo George Clooney e estreou em 2006 (penso eu).

Valeria a pena que os jornalistas ouvissem com atenção o discurso que começa e acaba o filme, feito pelo protagonista.
Sem imagem de perfil

De Carlos Alberto a 04.01.2009 às 23:53

E haverá profissionais dignos do nome de jornalista, hoje em dia. É que vê-los saltar das redacções para assessorias das mais diversas, empresariais, politicas desportivas, não abona nada à qualidade dos profissionais do sector. Ainda à pouco tempo, para meu espanto vi um apresentador de telejornal como assessor de imprensa de uma grande empresa num evento. E quando voltar à profissão? será a mesma pessoa. Afinal falasse tanto de os políticos saírem para o mundo dos negócios, mas sobre a classe dos jornalistas, pouco ou nada se diz.

Cara Sofia, quis a sorte bafejar-me com igual sorte que a sua. Também os meus dados pessoais começaram a circular nos blogues contra a avaliação. São os democratas de serviço, ao serviço da ditadura corporativa.

Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 05.01.2009 às 22:49

Ainda há jornalistas desse nome, e haverá sempre. Mas é difícil sobreviver a esta cultura da superficialidade e do entretenimento perpétuo, que anestesia as mentes.

Quanto ao facto que refere é absolutamente inaceitável atacar as pessoas e divulgar dados pessoais pela blogosfera , apenas com o intuito de intimidar outros. Tem a minha total solidariedade.
Sem imagem de perfil

De A.Teixeira a 05.01.2009 às 22:18

Creio que se trata de um excelente filme, Sofia. Mas, a propósito do discurso de homenagem ao protagonista que o inicia e o encerra, fica-me a questão se ele não será um homem tão profético quanto vencido...

Se ainda existe alguma preocupação com a necessidade daquela informação basilar, formativa, cívica que o protagonista pratica, não só na televisão como noutros meios de comunicação (como a blogosfera), existem muitas consequências práticas que possamos observar na realidade?...

Imagem de perfil

De Sofia Loureiro dos Santos a 06.01.2009 às 21:45

Não sei, mas gosto sempre de pensar que se houver informação rigorosa, substancial, com intuito de tratar de assuntos importantes, poderá haver alguém que a ouça. E isso poderá ser importante. Se ela não existir ninguém terá acesso a ela.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D

Maria Sofia Magalhães

prosas biblicas 1.jpg

À venda na livraria Ler Devagar



caminho dos ossos.jpg

 

ciclo da pedra.jpg

 À venda na Edita-me e na Wook

 

da sombra que somos.jpg

À venda na Derva Editores e na Wook

 

a luz que se esconde.jpg