Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Violência gratuita

Tenho tentado perceber mais este atentado terrorista.

 

Tenho tentado perceber porque é que 25 homens jovens ocupam lugares turísticos e desatam a matar pessoas. Se o alvo eram os ricos estrangeiros transformou-se em indianos, não sei se ricos se pobres.

 

Gente que ri e que chora, que ama e odeia, que come, que dorme, que vive, sobrevive e mata.

 

Tenho tentado ouvir notícias, comentários, explicações. De onde vieram, quem eram, se pertenciam a celas de uma organização globalizada, se eram amadores, fundamentalistas, um braço da Al Qaeda.

 

Não consigo perceber e penso que nunca o conseguirei.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.