Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Fromage blanc

por Sofia Loureiro dos Santos, em 26.09.08

 

Os franceses comem e bebem horrores, mas nem por isso há muita gente gorda. Segredos misteriosos que bem podiam passar às pobres criaturas que não podem comer, sob pena de rebolarem em vez de andarem.

 

Além de comerem e beberem muito e de cozinharem bem, têm uma verdadeira arte em descrever os pratos, de forma a deixar o comensal com as papilas a saltarem de antecipação. Até são capazes de vender uma sobremesa sublime, un fromage blanc, que não é mais que um iogurte natural, sem açúcar, natural branco e cremoso.

 

Por outro lado não perdem nunca a oportunidade de falar sobre comida e ingredientes. Hoje ouvi uma palestra sobre trufas, vários tipos e cores, raridades e forma de venda, cozeduras, preços e redução de peso (da trufa), porcos e cães de caça para desenterrar a trufa e javalis selvagens que comem a dita, enquanto comprávamos óleo de noz (pelos vistos excelente para as saladas e para a saúde, segundo Monsieur Teyssier, dono da charcutaria), paté de canard truffé e uma conserva de pêra em aguardente (de pêra).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:32


3 comentários

Sem imagem de perfil

De ivens.roberto@gmail.com a 27.09.2008 às 09:46

É realmente impressionante a arte francesa de vender comida. Tal como já o foi há anos atrás a arte de vender a língua. O francês. Sobretudo pelo brilhantismo do pensamento literário. Uns marketers, sem dúvida, com quem os tugas teriam muito a aprender...
Imagem de perfil

De Transdisciplinar a 27.09.2008 às 15:52

Que lhe saiba bem !
Sem imagem de perfil

De Eduardo a 07.10.2008 às 21:33

O velho decadente grande sul (ou para mim, grande norte), , onde umas trufas dão e tiram vidas... A velha marca limusina foi sempre o limite dos meus verãos perigordinos. Partilho não só o gosto pela culinária da região, como a identidade cultural que une a aragoneses e occitanos. Qué dulces épocas pasadas a ver engordar os gansos, tão parvos eles, achando-se os reis da quinta, quando só o seu figadinho era o que nos fazia olhar para eles, sorridentes...
Saluts de L'Espanhou, i santat!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2005
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D

Maria Sofia Magalhães

prosas biblicas 1.jpg

À venda na livraria Ler Devagar



caminho dos ossos.jpg

 

ciclo da pedra.jpg

 À venda na Edita-me e na Wook

 

da sombra que somos.jpg

À venda na Derva Editores e na Wook

 

a luz que se esconde.jpg