Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Este lugar

por Sofia Loureiro dos Santos, em 25.04.22

site_cabecalho 25Abril22-01.png

Parlamento

 

Se estes 48 anos fossem um lugar, uma paisagem, um país de terra e mar com gente que vive, sofre, luta, ama e morre, ao lado de um país anterior, de terra e mar com gente que vivia, sofria, lutava, amava e morria, eu abriria as minhas fronteiras para que essa gente do país anterior pudesse viver no país de Abril.

É a mesma gente, a mesma terra, mas é uma outra paisagem, um outro clima, uma outra natureza. Há ventos e maremotos de liberdade, culturas de democracia, prados vermelhos de cravos e poemas.

Estes são os 48 anos do meu país, do meu país de Abril. Temos ainda parcelas de eternidade até ao próximo lugar, que construiremos com esta gente, desta terra, que vive, sofre, luta, ama e morre, colhendo com esforço e leveza alguns momentos de felicidade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:17

Proibido por inconveniente

por Sofia Loureiro dos Santos, em 23.04.22

proibido por inconveniente.jpg

No antigo edifício do Diário de Notícias, ao cimo da Avenida da Liberdade, junto ao Marquês de Pombal, está a exposição Proibido por inconveniente, organizada a partir do espólio Ephemera de José Pacheco Pereira.

Simples, sóbria e muito eficaz, damo-nos conta de todas as áreas aonde, durante 48 anos - a sociedade, as ideias, os filmes, as notícias, os livros, os filmes, as opiniões, desde as políticas às religiosas, da Guerra Colonial aos direitos das mulheres, da sexualidade à moralidade e costumes - eram passadas a pente fino pelos olhos dos inquisidores, mantendo um povo anónimo, cinzento, sem sobressaltos sentidos e sem alma visível.

Junto o exemplo da avaliação do livro A Criação do Mundo, de Miguel Torga, e Jesus de Nazaré, de José da Felicidade Alves.

miguel torga censura.jpg

Miguel Torga - A Criação do Mundo

jose da felicidade alves.jpg

José da Felicidade Alves - Jesus de Nazaré

A liberdade e a democracia são nossa responsabilidade diária. Convém que nos lembremos do que era antes de 25 de Abril de 1974.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:35

Desamor

por Sofia Loureiro dos Santos, em 17.04.22

erosion.jpg

Erosion

Penny Hardy

 

Nunca será demais a palavra que se cala

perante a dor do desencontro

o fundo e inexplicável vazio do desamor.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:27

Da eternização em círculo

ou de como nunca saímos do mesmo sítio

por Sofia Loureiro dos Santos, em 17.04.22

vaca.jpg

 

A propósito de um artigo que apenas li hoje, no Expresso, de Joana Ascenção e Sofia Miguel Rosa, sobre a partilha da licença de parentalidade, fui reler algumas coisas que eu própria tinha escrito sobre o mesmo tema, em 2008! Passaram-se 14 anos.

Depois, porque estava no mesmo grupo de artigos que apareceram com a palavra licença, li também um texto sobre as notícias da saída de médicos do SNS para o privado. Esse texto é de 2009, portante de há 13 anos.

É extraordinário como os problemas se eternizam, sempre com grandes artigos cheios de opiniões, sentenças e, supostamente, novidades, que têm tudo menos o facto de serem novas. Catorze e treze anos depois, continuam as mesmas discussões, sem que nada de diferente se tenha realizado, sem que qualquer solução se tenha implementado.

Estamos condenados a uma ruminação permanente. De quando em quando regurgitamos as nossas doutas sapiências.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:53

Páscoa

por Sofia Loureiro dos Santos, em 13.04.22

Lamentación_sobre_Cristo_muerto,_por_Andrea_Mante

Andrea Mantegna

Cristo morto

 

Cristo vai morrendo serena

e diariamente sem remédio nem retorno

dos pecados que o mundo lhe oferece

na eternidade da paixão que ressuscita.

Entre pedras tumulares e gritos de espanto

Cristo morre e levita

sem sentido nem perdão

atraiçoado pela fé que em si e em nós

deposita.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:50


Mais sobre mim

foto do autor



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2005
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D

Maria Sofia Magalhães

prosas biblicas 1.jpg

À venda na livraria Ler Devagar



caminho dos ossos.jpg

 

ciclo da pedra.jpg

 À venda na Edita-me e na Wook

 

da sombra que somos.jpg

À venda na Derva Editores e na Wook

 

a luz que se esconde.jpg