Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

A noite do meu bem

 Dolores Duran

 

 Zizi Possi

 

 Nana Caymmi

 

 Milton Nascimento

 

Hoje eu quero a rosa mais linda que houver

quero a primeira estrela que vier

para enfeitar a noite do meu bem

 

Hoje eu quero paz de criança dormindo

quero o abandono de flores se abrindo

para enfeitar a noite do meu bem

 

Quero a alegria de um barco voltando

quero ternura de mãos se encontrando

para enfeitar a noite do meu bem

 

Hoje eu quero o amor, o amor mais profundo

eu quero toda beleza do mundo

para enfeitar a noite do meu bem

 

Mas como esse bem demorou a chegar

eu já nem sei se terei no olhar

toda ternura que eu quero lhe dar

Das surpresas pouco surpreendentes

geringonça.jpg

Helder Oliveira

 

É claro que Maria Luís Albuquerque tem toda a razão.

 

Se ela fosse (ainda) Ministra das Finanças, significaria que o governo do País era (ainda) de direita e que o Primeiro-ministro seria (ainda) Passos Coelho, e que o Vice Primeiro-ministro seria (ainda) Paulo Portas.

 

Ou seja, que a Comissão Europeia e o Eurogrupo certamente nunca avançariam com sanções a Portugal, mesmo que o défice tivesse dobrado os 3%.

 

Ou seja, que Wolfgang Schäuble e Klaus Regling não estariam minimamente preocupados com Portugal, porque Portugal (ainda) era um membro de pleno direito do status quo europeu.

 

Ou seja, a vontade de sancionar Portugal não tem nada a ver com o défice de 2015, mas apenas com a ousadia e o despautério deste País por ter arranjado uma Geringonça, ao contrário da Caranguejola que o status quo europeu queria que (ainda) governasse.

Pág. 4/4