Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Singing Black Coffee

 

 The Soaked Lamb

 

A happy/unhappy life

its the only cause

of true unhapiness and blue finesse

 

Singing black coffee

for moaning breakfast

those blues that bakes the morning heartaches

 

My mourning blues

is a gray mood

of every colors and breakfast food

 

And for breakfast

a violin section closes my eyes

in your direction

 

Primeiro de Maio

 

Chico Buarque & Milton Nascimento
 

Hoje a cidade está parada

E ele apressa a caminhada

Pra acordar a namorada logo ali

E vai sorrindo, vai aflito

Pra mostrar, cheio de si

Que hoje ele é senhor das suas mãos

E das ferramentas

 

Quando a sirene não apita

Ela acorda mais bonita

Sua pele é sua chita, seu fustão

E, bem ou mal, é seu veludo

É o tafetá que Deus lhe deu

E é vendito o fruto do suor

Do trabalho que é só seu

 

Hoje eles hão de consagrar

O dia inteiro pra se amar tanto

Ele, o artesão

Faz dentro dela a sua oficina

E ela, a tecelã

Vai fiar nas malhar do seu ventre

O homem de amanhã

 

Maio maduro Maio

Zeca Afonso
 

Maio maduro Maio, quem te pintou

Quem te quebrou o encanto, nunca te amou

 

Raiava o sol já no Sul, Ti ri tu ri tu ri tu ru Ti ri tu ru tu ru

E uma falua vinha lá de Istambul

 

Sempre depois da sesta chamando as flores

Era o dia da festa Maio de amores

Era o dia de cantar, Ti ri tu ri tu ri tu ru Ti ri tu ru tu ru

E uma falua andava ao longe a varar

 

Maio com meu amigo quem dera já

Sempre no mês do trigo se cantará

Qu'importa a fúria do mar, Ti ri tu ri tu ri tu ru Ti ri tu ru tu ru

Que a voz não te esmoreça vamos lutar

 

Numa rua comprida El-rei pastor

Vende o soro da vida que mata a dor

Anda ver, Maio nasceu, Ti ri tu ri tu ri tu ru Ti ri tu ru tu ru

Que a voz não te esmoreça a turba rompeu

 

Pág. 3/3