Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Da virtude

Queremos seres virtuosos e verticais, sem manchas máculas ou pápulas de cheiro, sem pestilências matreiras, sem mãos engelhadas, sem barbas despenteadas, de óculos e olheiras, pensadores, estritos e sérios, do alto de pode e querer, do alto de ter que ser herói.

Queremos homens de ferro, seguros e duros, homens de chumbo e de fé, atrás do altíssimo dever de mandar, sem condição de homúnculo, sem teias periféricas nem segredos de menino, sem ínvios desejos nem vícios no caminho.

Queremos o puro que não somos porque no impuro que temos trememos, sujamos, tememos o olhar só de sonhar.

(João Abel Manta)