Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Defender... sabe-se lá de quê

Não pretendo entrar em polémicas nem em trocas de textos agressivos. Mesmo assim vou responder a João Pedro Henriques que se referiu amavelmente a este blogue como: Defender sabe-se lá o quê.

Começo por lhe dar razão: não deveria ter escrito “todas as notícias” porque, em boa verdade e pelo rigor dos factos, eu não as posso ter lido “todas”, para o poder assegurar. E talvez “absolutamente tendenciosas” não tenha sido a melhor das expressões.

Mas o texto contém muito mais que essas duas expressões e considero muito significativo que a sua reflexão sobre o meu post não tenha ido mais além. Há lá muitas outras questões abordadas como a isenção e a qualidade informativas, o tipo de jornalismo que se tem praticado neste caso, a manipulação da população, ou seja, o cerne da questão.

Não sei o que é ou qual é a douta blogosfera a que se refere. Defender quem foi injustamente criticado parece-me um direito e um dever de todos os profissionais, independentemente da profissão a que pertencem. Não reconhecer que há maus profissionais e reagir pavlovianamente a qualquer crítica que lhes é dirigida, isso sim, isso é que me parece mal.

(pintura de Portinari: D. Quixote)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.