Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Defender o Quadrado

Nesta casa serve-se tudo a quente. As cadeiras são de pau e têm as costas direitas. Há sempre pão a cozer e o conforto da desarrumação. A porta está sempre aberta... mas fecha-se rapidamente aos vermes que infestam alguns cantos do quadrado. Sejam

Um dia como os outros (175)

UmDiaComoOsOutros.jpeg

(...) Acontece que em política sair também pode ser um ato de coragem. Quando por exemplo fica claro que há responsabilidades de um determinado ministério numa tragédia. Por isso, a ministra admite, na entrevista que hoje o DN e a TSF publicam, que "naturalmente" tirará "as devidas ilações" se a Comissão Independente de Peritos atribuir responsabilidades à tutela nalguma coisa do que aconteceu em Pedrógão. A alternativa é deixar António Costa a ter de dizer: "Naturalmente, demito-a" - e isso nunca acontecerá.

 

Há, ainda assim, um momento anterior a este em que um ministro pode ter de deixar o lugar. Por solidariedade para com o primeiro-ministro ou como sacrifício pela defesa da imagem do governo. É sabido que António Costa tudo fará para defender Constança Urbano de Sousa, de quem é amigo e que convidou para o governo. O que ainda não sabemos é a extensão dos danos que esta tragédia trará ao executivo de Costa. Até agora, a comunicação governamental e a forma digna como a oposição soube esperar ajudaram a conter os danos. Mas a luta política vai aquecer à medida que as respostas forem chegando. Ainda agora começou. (...)

 

Paulo Baldaia